Como melhorar o desempenho do fluxo de caixa da sua empresa em 7 passos

Eder Falcão Comente 16.08.16 312 Vizualizações Imprimir Enviar

As vendas estão crescendo, a base de clientes expandiu, a produção atingiu a capacidade máxima, mas sem dinheiro, é muito difícil garantir a continuidade do negócio. Afinal, já sabemos que para manter uma empresa funcionando o dinheiro é “Tudo”. Então, aqui estão algumas dicas simples para ajudar a melhorar o seu fluxo de caixa.

Cadastre-se para receber dicas para alavancar o seu negócio.
Loading...Loading...


Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.

1 – Os preços aumentam

Os preços praticados estão corretos? Quando foi o último aumento de preço?

Quando o preço praticado em seu produto ou serviço, estão incorretos o fluxo de caixa da sua empresa é arruinado. A empresa pode até vender muito, mais ainda assim continuará sem dinheiro.

Diante de um cenário financeiro complicado o empreendedor fica mais propenso a tomar decisões precipitadas. Muitas das vezes diminui o preço concedendo descontos apenas para garantir a manutenção dos seus clientes.

Diminuir preço que já está errado além piorar a situação financeira, faz com que o empreendedor aplique seus esforços de maneira errada, comprometendo os seus resultados, e se tornando menos eficaz em função de tanta insatisfação e stress.

Um preço mal calculado traz prejuízos financeiros e muito stress, comprometendo negativamente a motivação necessária para condução do negócio.

Garanta que os preços praticados sejam suficientes para cobrir todos os custos e despesas, e ainda promover retorno satisfatório.

Um aumento de preços bem estruturado é aquele que promove o aumento nos lucros sem prejudicar as vendas. Desta forma, o empreendedor deve optar por pequenos reajustes que possam ser facilmente assimilados pelo consumidor.

Aumentos significativos devem ser justificados e percebidos pelo cliente. 

Antes de repassar o aumento dos custos para o consumidor, o ideal é que o empresário identifique a repercussão disso no mercado. Na maioria da vezes, a concorrência aumenta os seus preços proporcionalmente aos custos e, basta uma simples decisão de lucrar um pouco menos, e repassar para o consumidor o menor custo possível, para aumentar as chances de atrair mais clientes e aumentar a sua participação de mercado.

2 – Reduzir os custos

Todas as suas despesas são necessárias?

As empresas devem estar sempre revendo sua base de custos para garantir que não haja desperdício de dinheiro.

Um simples ajuste no processo que viabilize uma redução no custo para produzir o produto ou executar serviços em níveis que não comprometam a qualidade, já são suficientes para garantir folego de caixa, promover o aumento nos lucros, possibilitando ao empresário mais capacidade para investir no crescimento do negócio e aumentar as suas retiradas.

Não podemos esquecer que cuidados deverão ser tomados no momento da redução de custos.

Por exemplo, uma redução em despesas com marketing que resultem em uma queda brusca no nível de venda por período contínuo, devem ser revistos imediatamente.

 

3 – Reduzir o estoque

Quanto dinheiro tem investido em estoque e com que frequência precisa renova-lo?

Sua empresa poderia ter menos estoque, e optar por comprar com mais frequência?

É possível manter um estoque de demonstração e entregar para o seu cliente diretamente do seu distribuidor?

Existe no seu estoque produtos menos rentáveis que possam ser vendidos com desconto para liberar o seu dinheiro?

Quanto maior o investimento em estoque, menor será a disponibilidade de caixa para subsidiar o funcionamento do negócio.

4 – Fature com mais frequência

Com que frequência é faturado os seus contratos de venda?

O Faturamento é feito quando trabalho é concluído, ou você espera até o final do mês?

Quanto mais tempo você demorar para faturar, mais tempo vai demorar para receber.

Crie um cronograma de entrega do serviço ou produto contratado e negocie com seus clientes para que as faturas sejam emitidas a cada entrega. Desta forma, os prazos de recebimentos serão menores possibilitando ao gestor uma melhor administração dos seus recursos.

5 – Condições de pagamento

Quais são condições de pagamento praticadas? Em dinheiro, boleto, débito, crédito? 30 dias, 60 dias, dia 20 de cada mês?

Por que não a vista?

Entenda a situação do momento e conheça o perfil dos seus clientes, alguns terão disponibilidade para pagamento imediato. Manter uma política de recebimento engessada, pode afetar negativamente na capacidade da empresa em gerenciar o seu caixa.

Empresa com uma política de recebimento alinhada ao perfil do seu cliente, está qualificada a oferecer condições de pagamento mais adequada, garantindo com isso, melhor capacidade para suprir as necessidades diária de caixa.

6 – Reaja contra a inadimplência

Seus recebimentos estão em atraso?

A venda não é dinheiro até que o dinheiro esteja a sua disposição.

Encontre mecanismos de concessão de crédito que previna a inadimplência, ou que ao menos os deixem menos vulneráveis.

Por exemplo, o empreendedor pode optar pelo pagamento antecipado por meio de cartão de crédito. As partes podem fazer um contrato anual e o valor parcelado numa transação de cartão de crédito em 12 vezes.

Assim, a sua empresa transfere para a operadora de crédito a responsabilidade do repasse dos valores, garantindo assim os seus recebíveis dentro do prazo.

Considerando o alto índice de adimplência compensa as taxas cobradas pelos bancos e operadoras financeiras. Devidamente planejado, os valores das taxas podem ser embutidos no valor do produto/serviço, não comprometendo assim o faturamento.

7 – Reveja suas práticas de pagamento

Quando seus fornecedores são pagos?

Não basta por qualquer razão negociar com seus fornecedores melhores prazos para pagamento. Mais do que isso, os compromissos de pagamento devem ser compatíveis com os prazos de recebimentos.

Mesmo que a empresa negocie condições de longo prazo para pagamento, é muito importante entender a situação financeira do negócio.

Por exemplo, sua empresa superou a previsão de venda, boa parte dos clientes optaram em fazer o pagamento a vista, e o fluxo de caixa além de positivo, está com um relevante excedente de caixa.

Nesse caso não seria oportuno fazer uma aplicação financeira dos recursos excedentes?

Ou melhor, não seria um momento adequado propor para o seu fornecedor a antecipação de pagamento ou reposição de estoque em troca de um bom desconto?

O fluxo de caixa é uma importante ferramenta para analisar a situação da empresa e planejar o futuro, por esta razão deve ser monitorado com muita regularidade para que assim seja garantido um crescimento sustentável do negócio.

Cadastre-se para receber dicas para alavancar o seu negócio.
Loading...Loading...


Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.

Eder Falcão

Empreendedor, fundador da ECONTS Contabilidade e ELYT Consultoria Empresarial, formado em administração de empresas e ciências contábeis, especialista em gestão financeira, controladoria e auditoria pela Fundação Getúlio Vargas.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Finanças

Modernize a gestão financeira do seu negócio

Comente Eder Falcão 16.08.16
Empreendedorismo

Os 6 P’s do Empreendedorismo

Comente Valdenir Flauzino 08.08.16
Mercado & Vendas

Como criar uma pesquisa de satisfação eficiente

Comente Valdenir Flauzino 04.08.16
Marketing

Como o game Pokémon Go pode ajudar o seu negócio a faturar mais?

Comente Valdenir Flauzino 02.08.16

Tecnologia & Inovação

Tecnologias de baixo custo para coleta de informações dos clientes

Comente Valdenir Flauzino 01.08.16
Empreendedorismo

6 dicas para deixar de perder clientes

Comente Valdenir Flauzino 02.08.16
Marketing

Como criar um projeto de design de logo eficaz?

Comente Valdenir Flauzino 02.08.16
Inspire-se

Poste fotos com criatividade no Instagram para gerar mais likes

Comente Valdenir Flauzino 02.08.16
Mercado & Vendas

Como montar um restaurante de sucesso

Comente Valdenir Flauzino 02.08.16

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Loading...Loading...
Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.
© 2019 Empreenda News.